Homem ateia fogo em morador de rua após acusá-lo de roubo em SP

Morador de rua teve queimaduras de 2º grau. Caso está sendo investigado pela Polícia Civil em Santos, no litoral paulista.

Homem ateia fogo em morador de rua em Santos (SP) — Foto: ReproduçãoHomem ateia fogo em morador de rua em Santos (SP) — Foto: Reprodução

Em um vídeo na tarde desta terça-feira (18) mostra um morador de rua de 56 anos sendo incendiado em uma movimentada avenida de Santos, no litoral de São Paulo. As imagens foram registradas por um morador, durante a madrugada, que acordou assustado com a gritaria no local. A vítima foi encaminhada para um hospital da cidade com queimaduras de 2ª grau. O suspeito de ter cometido o ataque ainda não foi identificado pela polícia.

Segundo testemunhas, o ataque ocorreu na Avenida Pedro Lessa, no bairro Embaré, após o suspeito ter acusado o morador de rua de ter roubado um celular. Para não ser identificado, o rapaz, que ainda agrediu com socos e chutes o morador antes das imagens começarem a ser registradas, utilizou um capacete para cobrir o rosto. Outras imagens obtidas pela polícia, porém, podem ajudar a identifíca-lo.

“Eu acordei com uma gritaria, uma discussão enorme. Quando fui na janela, vi o cara dizendo que o mendigo tinha roubado o celular dele. A vítima negava e dizia que tinha sido outra pessoa que havia cometido o crime. Eles discutiram por um tempo e o rapaz chegou a agredir ele com o capacete, chutou e o ameaçou de morte”, explica.

Nas ameaças, o homem dizia que ia jogar gasolina no morador de rua. Segundo a testemunha, o rapaz de capacete saiu do local e, quando voltou, jogou combustível etanol no corpo da vítima. “Ele tacou fogo nele. Foi uma coisa absurda, um caso de extrema agressão. Se ele achava que o cara tinha assaltado ele, poderia apenas imobilizar e chamar a polícia”, lamenta.

Ao amanhecer, a testemunha foi até o 3º DP de Santos, onde registrou um boletim de ocorrência. Equipes da Polícia Civil estiveram no local e o galão utilizado para transportar o combustível ainda estava no chão, derretido. A perícia também esteve na Avenida Pedro Lessa e fez fotos do local do crime. Até o momento, o homem de capacete que aparece nas imagens não foi identificado.

Segundo a Prefeitura de Santos, o morador em situação de rua deu entrada na UPA Central por volta das 7h da manhã com queimaduras de 2º grau. Ele passou pelos primeiros atendimentos e foi transferido perto das 7h30 para a Santa Casa de Santos. Na Santa Casa, ele está sendo atendido por equipe multiprofissional.

Fonte: G1