Palmeiras vence Colo-Colo mais uma vez e confirma vaga na semifinal da Libertadores

Sem dificuldades, Verdão marca com Dudu e Borja e faz a festa da arena lotada; adversário sai de Cruzeiro x Boca Juniors, que decidem classificação nesta quinta

MAIS UM PASSO

O Palmeiras confirmou sem dificuldades uma vaga nas semifinais da Taça Libertadores – feito que o clube não conseguia desde 2001. Com gols de Dudu e Borja, um em cada tempo, o Verdão fez 2 a 0 no Colo-Colo, assim como no jogo de ida das quartas de final, e agora espera Boca Juniors ou Cruzeiro para decidir um lugar na grande final do torneio. Tranquilo após a vitória no Chile, o Palmeiras jogou leve e construiu o resultado naturalmente. Em festa, a arena terá pelo menos mais um confronto nesta Libertadores.

COMO FICA?

As semifinais serão realizadas nas semanas de 23 e 30 de outubro, mas o Palmeiras tem de esperar a definição de Boca x Cruzeiro para saber as datas exatas – o jogo de volta é nesta quinta-feira, e os argentinos venceram a ida por 2 a 0. A outra semifinal será entre Grêmio e River Plate. 

ARTILHEIRO DESENCANTA

Miguel Borja entrou em campo nesta quarta-feira com um jejum de oito partidas sem fazer um golzinho. A má sequência foi embora depois de um pênalti muito bem batido no ângulo do goleiro Orion, do Colo-Colo, no início do segundo tempo. Com isso, o colombiano não só ampliou sua vantagem na artilharia do Palmeiras na temporada (19 gols), mas também se tornou um dos goleadores máximos da Libertadores – igualou Morelo, do Santa Fe, com nove gols. Borja tem pelo menos mais dois jogos para se isolar na liderança dessa lista.

MAGO VAIADO (E EXALTADO)

Valdivia reencontrou a arena do Palmeiras – mas desta vez torcendo contra ele. Após duas passagens pelo clube alviverde, o meia agora é lembrado tanto para o bem quanto para o mal. Nas arquibancadas, até houve torcedores com o nome dele nas camisas.

Em campo, porém, foi vaiado quase sempre que tocou na bola e viu o Colo-Colo ser eliminado. Cena curiosa: durante a execução do Hino Nacional, ele foi questionado por Opazo se a torcida cantava “Meu Palmeiras” durante esse momento.

PRIMEIRO TEMPO

Com a vantagem no placar, o Palmeiras não teve pressa para atacar e viu o Colo-Colo se afobar em lances simples. Conforme o tempo foi passando, os chilenos ficaram mais nervosos e apelaram para as faltas. O Verdão, então, aproveitou a instabilidade do adversário para abrir o placar, que teve o mérito individual de Dudu. Aos 36 minutos, após uma tentativa de ligação direta do Colo-Colo, a bola rebateu e sobrou para o atacante palmeirense. Ele conduziu a bola do meio de campo até a entrada da área, ajeitou para o pé esquerdo e deu um lindo chute, que Orion não alcançou.

SEGUNDO TEMPO

O ritmo do Palmeiras foi o mesmo, sem forçar e diante de um rival que já não mostrava mais forças para tentar mudar o placar. O jogo praticamente acabou depois de um pênalti sofrido por Dudu e convertido por Borja. O 2 a 0 deu a tranquilidade necessária para Felipão já pensar no clássico do próximo sábado contra o São Paulo – Dudu e Borja saíram, poupados, e Hyoran e Deyverson entraram. A dupla até criou chances, mas o placar já era mais do que suficiente para a noite terminar tranquila na arena alviverde.

PÚBLICO E RENDA

Público: 37.950 torcedores.

Renda: R$ 3.724.211,46.

  • PRÓXIMOS JOGOS

    Pela Libertadores, será preciso esperar a divulgação das datas pela Conmebol. Enquanto isso, o Palmeiras volta a campo no próximo sábado, às 18h (de Brasília), no Morumbi, em clássico contra o São Paulo que vale a liderança do Campeonato Brasileiro.

Fonte: Ge