A foto da polêmica

WhatsApp Image 2018-05-16 at 10.27.41

O Servidor Municipal Edgar Martins, que pertence ao quadro da Guarda Civil Municipal de Santa Cruz do Capibaribe, foi um dos entrevistados do Programa Marcondes Moreno, desta terça, 15.

Martins explicou o episódio da fotografia em que ele aparece ao lado do Deputado Diogo Moraes.

Vejamos o que ele disse:

 O fato

Fui procurado pelo próprio Secretário de Defesa Social  do Município, o Tenente-Coronel Sena, comunicando verbalmente, que eu deverei receber um documento de advertência.

O motivo foi pelo fato de eu ter sido fotografado com o uniforme da Guarda Civil Municipal, ao lado do Deputado Diogo Moraes.

Vale registrar que naquele momento eu não estava de serviço. Costumeiramente quando eu saio de casa já estou com a farda da corporação e ao voltar também,

Então é normal encontrar amigos no trajeto e vez por outra ser fotografado. Algo cada vez mais comum por conta do uso de redes sociais.

E foi o que aconteceu. Encontrei uns amigos na companhia de outro amigo que é o Deputado Diogo Moraes e fui fotografado juntamente com todos.

Como normalmente faço, postei a foto na minha conta do Facebook. Eu só não imaginava que uma simples foto causaria esta repercussão toda.

 Não existe proibição

Pelo que sabemos o estatuto da Guarda Civil ainda não foi implantado e como sou funcionário do município, nos baseamos no estatuto do próprio servidor, que não tem referência a fatos assim.

Outras fotos

O que causa surpresa é que em várias ocasiões, mesmo estando fardado já fui fotografado algumas vezes ao lado do próprio prefeito e da primeira dama, secretários e outros políticos.

Sempre que é possível e que encontro com políticos, autoridades, empresários, amigos da nossa região, registro com fotos, estando fardado ou não.

Nunca havia recebo advertência ou soube que algum companheiro tenha sido advertido por agir assim.

 Punição

Não acredito em perseguição, nem que haverá punição, pelo que sei é a primeira vez que acontece isso.

Mesmo tendo ocorrido um rompimento político da base da qual eu fazia parte que apoiava o prefeito. Esse grupo passou a apoiar o Deputado Diogo Moraes. Quero acreditar que não haja nenhuma relação com este fato.

 O que fazer

Estou tranquilo porque sempre exerci minhas funções de forma correta. Faço meu trabalho de acordo com as determinações que recebo como servidor público que sou.

Ao receber a notificação, terei um prazo para apresentar a minha defesa e assim farei.

Sobre o procedimento do Secretário de Defesa Social, não tem nenhuma revolta da minha parte. Afinal ele esta cumprindo as ordens que recebeu do executivo e isso é algo dentro da normalidade da instituição.

Estou absolutamente sereno e tranquilo. Não transgredi, não infringi as ordens do meu comandante. Não quebrei regras ou normas do estatuto do servidor municipal.