Polícia improvisa micro-ônibus para abrigar presos em Porto Alegre

Medida ocorre após flagrantes de presos dentro de viaturas por falta de vaga.
21° BPM diz que viaturas poderão circular para atender outras ocorrências.

Por causa da superlotação em presídios e delegacias, o 21º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Porto Alegre estacionou um micro-ônibus em frente ao Palácio da Polícia, como alternativa para abrigar presos que aguardam vagas. A medida ocorre após flagrantes de presos acomodados dentro de viaturas ou algemados em lixeiras na rua, como ocorreu no início do mês.

Foragido foi mantido dentro de viatura (Foto: Reprodução/RBS TV)Foragido foi mantido dentro de viatura em Porto
Alegre (Foto: Reprodução/RBS TV)

Conforme o 21º BPM, que atende a Zona Sul da capital, o micro-ônibus é utilizado somente em operações especiais. O veículo é uma opção para evitar que os presos permaneçam dentro das viaturas, enquanto aguardam vaga, e com isso a BM pode manter os carros da polícia em circulação para atendendimento de ocorrências.

Na madrugada desta quarta (16), um foragido que foi recapturado foi mantido dentro da viatura, devido à falta de espaço na 2ª Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA). Agora, ele vai aguardar uma vaga no sistema prisional dentro do micro-ônibus.

No início do mês, o secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer, anunciou que o estado vai começar a usar contêineres como celas provisórias. Não está definido, entretanto, se os contêineres serão alugados ou comprados.

Caso o governo os adquira, terão de ser desembolsados R$ 300 mil. Serão 16 celas que podem comportar, ao todo, 96 presos. Cada conteiner terá três beliches com cama e ainda um banheiro com chuveiro. Schirmer reforçou ainda que os presos vão ficar no máximo 48h nos espaços, que serão provisórios.

Micro-ônibus está em frente ao Palácio da Polícia, em Porto Alegre (Foto: Paulo Ledur/RBS TV)Micro-ônibus está em frente ao Palácio da Polícia, em Porto Alegre (Foto: Paulo Ledur/RBS TV)

Fonte: G1