Desfile militar tem público menor que o esperado

Este ano, o desfile militar em homenagem ao Dia da Independência reuniu um número menor de expectadores. De acordo com a Polícia Militar (PM), cerca de oito mil pessoas assistiram hoje à parada militar, na Avenida Marechal Mascarenhas de Morais, Imbiribeira, quando era esperado um público de 10 mil.

A solenidade, que contou a participação 3.145 militares das Forças Armadas, 500 policiais militares, 300 profissionais do Corpo de Bombeiros e 4.150 estudantes de 61 escolas, foi presidida pelo governador Paulo Câmara. “Comemorar os valores da independência é sempre importante. Também sabemos que temos muito o que fazer para que o país seja realmente um país independente. A gente tem que saber que essa data é muito importante para todo o Brasil, sabendo que temos muito o que alcançar e muitas reflexões a fazer”, disse o gestor.

Na ocasião, o governador foi questionado sobre a decisão de mais de 220 delegadosde polícia de entregarem os cargos no Programa Jornada Extra de Segurança (PJES). De acordo com a Associação de Delegados de Polícia de Pernambuco (Adeppe), a categoria decidiu não mais realizar trabalho extra além de sua jornada regulamentar para obter um acréscimo salarial.

“Todos nós sabemos da fragilidade econômica do estado e do país. Não temos como conceder reajuste. Tão logo o conscurso seja finalizado, no 1º semestre de 2017, vamos resolver essa situação. Era importante a catergria ter uma reflexão da sua importância nesse momento, que exige união. O governo não vai dar aumento e vai responder essa pressão buscanbdo alternativas com os que querem ajudar nesses plantões. Isso é ruim porque quando o plantão está fechado, a PM tem que se descolar para plantões mais longes e fica mas tempo fora das ruas. A gente espera compreensão dos delegados”, disse Câmara.

Fonte: Diário de Pernambuco