Publicado em 16 de maio de 2018 por

WhatsApp Image 2018-05-16 at 08.17.08O radialista Marcondes Moreno marcou a estreia do seu programa na Rádio Comunidade FM, nesta segunda feira dia 14, já com uma grande audiência.

A repercussão foi facilmente percebida em tempo real, com o grande número de visualizações e compartilhamentos na transmissão pelo Facebook.

Os telefones do estúdio da emissora ficaram congestionados com a quantidade de ligações de ouvintes de toda região querendo felicitar a equipe pela nova fase do programa.

Agora tendo como Cabeça de Rede a Rádio Comunidade FM, no pool com as rádios Farol FM, Santa Cruz FM, Vale do Capibaribe AM 1.370 e Verdade FM.

O programa sempre tem as participações e colaboração do experiente Radialista e Vereador Ronaldo Pacas com direção,  produção e participação de Jairo Gomes.

 Sobre a nova fase

A essência do programa será mantida, muito embora contando com esse grande número de emissoras importantes transmitindo, o nosso alcance aumenta e a nossa responsabilidade de produzir com mais qualidade o programa também.

A cabeça de rede é agora na Comunidade FM, que é a primeira emissora em frequência modulada de Santa Cruz do Capibaribe, a pioneira, que nos oferece de cara uma grande estrutura técnica e uma comprovada liderança de audiência.

Pool de emissoras

Juntamente com outras poderosas emissoras como a Farol FM de Taquaritinga, a Santa Cruz FM, a Verdade FM de Bonito e a Vale do Capibaribe AM.

Já adianto que em breve, teremos pelos menos mais duas emissoras de outras regiões, inclusive do sertão, fazendo parte da nossa rede.

Informações de outras regiões Leia Mais Marcondes Moreno agora na 87,9 FM

Publicado em 15 de maio de 2018 por

WhatsApp Image 2018-05-15 at 07.47.01

Com 18 anos atuando no rádio pernambucano, o radialista Claudemir Nunes, praticamente já passou por todas as emissoras da região.

Claudemir é um locutor polivalente, que milita em áreas distintas da imprensa como, política, policial e musical.

Ritmos da Noite

A nossa prioridade é tocar músicas de qualidade, não tocamos músicas de duplo sentido ou de qualidade duvidosa.

Basicamente o programa é composto por músicas que os nossos ouvintes solicitam através do aplicativo WhatsApp, Facebook e pelo telefone.

Logicamente são estilos musicais variados e vale salientar, com a ampla participação, de ouvintes de variadas faixas etárias.

Conexão Policial

Apesar de ter uma carga naturalmente pesada, com conteúdo policial, que em geral vai retratar acontecimentos violentos ou não. Leia Mais Claudemir Nunes em todos os ritmos

Publicado em 14 de maio de 2018 por

WhatsApp Image 2018-05-14 at 09.27.37 (1)

No mundo do rádio ele começou como Office boy da Rádio Metropolitana FM de Caruaru. Imediatamente foi aprendendo os macetes dos serviços internos da rádio.

Curioso, ganhou a missão de separar, conservar e organizar fitas, cartuchos, os antigos LP’s e a novidade da época, os CD’s. Passou a ser o novo discotecário da emissora.

Estamos em 1989 e com a chegada de Ari Corione para a direção da emissora, foi alçado ao posto de operador de áudio no horário da madrugada.

Caminho aberto para o início da carreira de um dos mais criativos nomes do rádio da nova geração.

 Começando para valer

A função de operador de áudio me permitiu “mexer” com montagem e mixagem de comerciais, passei a ser o que hoje chamam de áudio designer.

O que possibilitou mais conhecimento dos equipamentos e ao mesmo tempo em que me autorizaram aos poucos falar as primeiras palavras ao microfone, como a hora certa e o prefixo da emissora, por exemplo.

Gosto de lembrar isso porque naquela época, até que você fosse autorizado a começar a fazer locução ou comandar um programa, tinha que ter aprovação do diretor da emissora o que levava um bom tempo.

As primeiras mudanças

Já em 1994, continuamos a fazer parte do time da emissora que passou a se chamar “AB FM” da Rede Nordeste de Comunicação. Aos poucos fui naturalmente evoluindo na profissão.

Em menos de um ano a rádio passou a se chamar “98 FM Som Zoom Sat”, logo em seguida me convidaram para a Rádio Liberdade FM, onde fiquei um bom tempo. Tive passagens depois pela Itacaité FM e Caruaru FM.

Chegada a Comunidade FM Leia Mais Juninho Santana, o DJ da Comunidade FM

Publicado em 1 de maio de 2018 por

WhatsApp Image 2018-05-01 at 11.25.39

Com mais de 30 anos de rádio, Henrique Bruckman,  está de volta a Santa Cruz do Capibaribe e a Rádio Comunidade FM, no comando do  Programa Espaço Aberto, das 09h ao meio dia.

Nestas três décadas, Bruckman, trabalhou em algumas das mais importantes emissoras do país: Rádio Ativa FM de Teresópolis/RJ, Rádio 105 do Sistema Jornal do Brasil, Rádio Manchete/Recife, JC FM/Recife, Rádio Jornal e  Rádio Globo do Recife.

Estilo de locução

Sou um comunicador de gosta de fazer um rádio alegre, vibrante, informativo, com verdade e ética, disso não abro mão.

Quando resolvi voltar para a Rádio Comunidade FM, fui muito questionado, diziam que ia deixar a capital para ‘me queimar no interior’

Coisas do tipo: ‘O profissional que tem o currículo que você tem. Não deveria fazer isto’

Reencontro com a paz

Não vou desmerecer as emissoras por onde eu andei, jamais vou cuspir no prato que comi. Todas elas foram e são importantes para mim.

Mas aqui eu reencontrei a paz, a tranquilidade que lá eu não tinha mais. Isso não tem preço.

Aqui trabalho sem pressão, sem ter que seguir uma linha editorial que não concorde. Trabalho com liberdade. Lá eu não me sentia bem.

Aqui estou completamente feliz, à vontade, e ‘solto na buraqueira’ como o povo diz.

Para mim é motivo de satisfação enorme, afinal logomarca não paga contas. Deixei emissoras renomadas, não vejo problema nisso, aqui estou muito bem. Viva a Comunidade FM. Leia Mais Henrique Bruckman nas manhãs da 87.9 FM

Publicado em 30 de abril de 2018 por

fgdg

A Resenha Popular é um programa policial com prestação de serviços, humor e broncas policias.

Também é um programa que literalmente bota o povo prá falar. São dezenas de pessoas, que se revezam aos microfones, para se expressar das mais diferentes formas.

Uns catam, outros pedem ajuda, outros tantos mostram seus dotes artísticos, alguns até arriscam na locução e comentários.

A cobrança por melhorias de vida, também acontece o tempo todo. O povo pede de tudo:

Segurança, emprego, alimentos, medicamentos, limpeza urbana, moradias, atendimento médico, meios de ganhar o pão de cada dia.

O programa Resenha Popular, se tornou um elo entre as necessidades do povão e as autoridades em todos os níveis, uma resenha diária, que exerce com autoridade o seu lado social.

Além disso, com uma intensa participação de ouvintes e internautas, a interagir com todos do estúdio, pelo telefone, whatsapp e facebook.

A sonoplastia, com vinhetas recheadas de humor, ajuda a compor às duas horas de programa, que tem quase de tudo, menos tédio, tristeza ou mal humor.

Não tem roteiro, não tem nada combinado, é puro improviso de pessoas que chegam na hora para ajudar a compor o programa e tudo, acaba bem.

Acaba tão bem que garante a Comunidade FM, a liderança absoluta e consolidada no horário.

Quem comanda? Leia Mais A Resenha do Povo!

Publicado em 26 de abril de 2018 por

WhatsApp Image 2018-04-25 at 15.07.36

No rádio ele é Jota Neto, na música e como músico profissional, é conhecido como “Pérola Negra”. Na certidão de nascimento tá registrado Júlio Jacinto da Silva Neto.

Ele é mais que isso: é radialista, cantor, repórter, apresentador, animador, trompetista e trombonista.

Formado em música pela Universidade Federal da Paraíba em João Pessoa e se alto denomina de “rezina de tampar tambor furado”. É o Jota Neto da Comunidade FM.

 Sobre trabalhar na televisão

Eu já estive bem próximo de ingressar na televisão, mas ainda não aconteceu. Caso haja o convite estamos prontos para conversar e se tiver um dinheirinho para ganhar, é melhor ainda!

Poucos sabem, mas eu preciso dizer que sou assessor parlamentar, sou lotado na Assembleia Legislativa de Pernambuco já há oito anos.

 Rádio com Internet

Na minha cabeça e acredito que na cabeça de muita gente, pensava-se que o surgimento da internet iria enfraquecer o rádio. Aconteceu exatamente o contrário, fortaleceu ainda mais, pois o rádio passou a ser uma espécie de televisão, porque também somos vistos pelos ouvintes/internautas.

O veículo de comunicação rádio é muito forte, ele permite que façamos companhia as pessoas, mesmo que elas estejam fazendo outras atividades. Só o rádio faz isso.

Ainda mais aqui em Santa Cruz do Capibaribe e em toda região, onde muitos profissionais trabalham confeccionando peças de roupas e nos ouvem o tempo todo pela Comunidade FM.

 Sinfonia Nordestina e Feira de Mangaio

São dois programas que apresento a mais de cinco anos, pela 87.9 FM. Ambos tem exatamente o mesmo estilo. Apresentamos com muita descontração e valorizamos o chamado forró pé de serra, a música nordestina de raiz.

 O nosso trabalho em defesa da música nordestina e em especial do nosso forró, não para por aí, também apresentamos o programa Forró Bodó, todo sábado, das 17 às 20 horas, ao vivo pela rádio e pelo Facebook.

Do Estúdio Luiz Gonzaga, abrimos espaço para trios de forró pé de serra, atrações de Pernambuco e de outros estados também, cantores famosos e não tão famosos assim. Com a gente todo muito tem valor.

Nesse programa constatamos através da transmissão pelo Facebook, um enorme número de acessos, compartilhamentos e visualizações de ouvintes e internautas de todo o Brasil.

 Mercado reduzido para o forró!

 Apesar do nosso esforço, não podemos negar que a nossa música perdeu muitos espaços nos últimos anos, gestores, promotores e donos de casas de shows de estados do Nordeste, um todo, tem deixado de lado nossos valores culturais.

 Outros ritmos também perderam

 A nossa preocupação não é só com o forró, também citamos o frevo, o maracatu, a ciranda, o maracatu rural, os caboclinhos, os grupos folclóricos, o  maracatu urbano, as marchinhas de carnaval e tantos outros.

São ritmos da nossa história, do nosso povo, da nossa formação cultural, que ao longo de décadas, praticamente deixaram de ter a divulgação que tinham no passado, nenhuma outra região do Brasil, tem uma diversidade cultural tão extensa e isso não pode ser esquecido.

 Eu e a Comunidade FM

 Passei por muitas emissoras aqui na região, Farol e Polo FM, Rádio Vale e tanta outras. Mas me faltava um desafio. Esse desafio era trabalhar com Jason Lagos.

Houve uma ocasião de trabalharmos numa campanha política e acabou acontecendo um erro de outra pessoa, que prejudicou o andamento do trabalho. Moral da história, isso gerou um desentendimento entre eu e Jason.

 Enfim o convite

 Depois de um ano o meu telefone tocou, era Jason me convidando para participar de uns projetos aqui na Comunidade FM. De lá para cá já se passaram mais de cinco anos e cá estou.

Mesmo com muita gente que na época dizia que não ia dar certo, eu resolvi apostar. Sou ao lado de Jason Lagos e dos outros companheiros, defensor da nossa cultura, da nossa música, dos nossos valores.

E espero que essa parceria dure por muito mais tempo. Leia Mais “Sou resina de tampar tambor furado”

Publicado em 24 de abril de 2018 por

WhatsApp Image 2018-04-24 at 09.38.40

Com a marca do pioneirismo e a sua reconhecida ousadia, a Rádio Comunidade FM, que já tem os programas policiais de maior audiência da região, não para de inovar neste segmento.

Com o Radialista Jota Lima, o repórter apresentador mais ouvido do rádio regional a emissora ganhou mais um reforço para também apresentar os principais programas policiais da 87.9, trata-se do Radialista Gilson Fernandes.

O COMANDO 87 vai para ar logo cedinho, às 07h da manhã. Neste programa os ouvintes ficam sabendo dos principais acontecimentos policiais da noite e madrugada anterior.

A dupla de apresentadores não dorme em serviço e através dos seus contatos e fontes, retratam com fidelidade, os fatos ocorridos na noite anterior, a partir de Santa Cruz do Capibaribe e se estendendo para todo o agraste pernambucano.

O Canhão de audiência do Agreste

O CONEXÃO 87 talvez seja o único programa policial do país, que vai ao ar de segunda à sexta-feira, às 21h horas, apresentado ao vivo, em frente a Central de Polícia da nossa cidade, “no meio da rua”.

Com coragem, criatividade, ousadia e enorme poder de improvisação, os apresentadores divulgam em tempo real, os acontecimentos policiais que chegam a toda momento na entrada da Central de Polícia.

E ainda contando com a sua rede de contatos. Repórteres parceiros de outras praças, que atualizam e trazem notícias novas, ao tempo em que também as recebem. Leia Mais Jornalismo Policial em 87.9 – Cada vez mais líder!

Publicado em 23 de abril de 2018 por

WhatsApp Image 2018-04-23 at 09.34.52

Ele tem mais de três décadas atuando no rádio, passou por emissoras como Rádio Vale, Integração FM de Surubim, Rádio Difusora de Caruaru (Hoje Rádio Jornal), Rádio Cultura do Nordeste e finalmente Rádio Comunidade FM.

José Oliveira, desde os tempos da Rádio Capibaribe, passou a ser Jota Oliveira. Diziam que esse o nome (José Oliveira), era muito longo e então lhe foi sugerido, contra a sua vontade, o nome artístico de “Jota Oliveira”. Caiu na graça do povo.

Como lidar com sua deficiência visual

Não posso dizer que não atrapalha, mas não limita a minha vontade de se manter bem informado e focado nos assuntos que dizem respeito a meu trabalho de radialista.

Faço as minhas leituras no meu computador específico, o que me obriga a se preparar ainda mais, ler mais e me atualizar ainda mais, principalmente para participar dos programas de debates como o OPINIÃO.

Afinal, comentar, analisar, debater e colocar meus pontos de vista sobre assuntos políticos sem conteúdo e embasamento e sobre o que vou falar seria um desastre.

Sempre tive facilidade de decorar textos quando atuava em teatro. Com a falta da visão fui obrigador a melhorar ainda mais a minha memória e raciocínio, “armazenando” os dados e conteúdo do que preciso.

O radialista deve evitar dizer suas preferências pessoais Leia Mais Jota Oliveira o Professor da Comunidade FM

Publicado em 23 de abril de 2018 por

WhatsApp Image 2018-04-23 at 08.48.47Com mais de 15 anos atuando nos estados da Paraíba e Pernambuco, com destaque na radiofonia de Santa Cruz do Capibaribe, o Jornalista César Mello é um cara apaixonado pelo rádio.

Não esconde sua preferência pela cobertura jornalística dos assuntos que dizem respeito à política partidária, local e nacional.

Comandou o programa Espaço Aberto, durante mais de cinco anos, sempre no topo da audiência e se tornou uma companhia diária dos ouvintes  de Santa Cruz do Capibaribe e da região.

Novos desafios

Com a nova programação da Rádio Comunidade, César Mello passou a ser um dos debatedores do programa OPINIÃO, ao lado do professor Jota Oliveira.

(O Opinião é um programa exclusivamente de debate sobre política que vai ao ar de segunda a sexta, das 08  às 09h da manhã e é comandado pelo Radialista Jason Lagos)

Além disso, é responsável pelo Blog do César Mello, o mais acessado da região, especializado na cobertura dos bastidores da política em geral. Ele também exerce atividade de assessoria política.

Tem mais, semanalmente, comanda um programa ao vivo pelo Facebook, chamado de ‘Vamos Falar de Política?.’ Com entrevistas e notícias quentinhas e exclusivas dos bastidores.

Achando pouco, agora ele aceitou mais um o desafio, assumiu a direção do Departamento de Jornalismo da Rádio Comunidade FM. É sobre isso que conversamos com ele. Leia Mais César Mello o multimídia da Comunidade FM